Menu


Ajude a Lara Weirich Alves

Causa criada por Anne Weirich Alves

  • R$202
    Ajudados de R$10.000
  • 3
    Doações
  • 0
    Seg restantes
2 %
O objetivo dessa causa foi atingido parcialmente.
Causa criada por Anne Weirich Alves
1 causas, 0 contribuições
Ajude a Lara Weirich Alves

Quando Lara tinha 4 meses, após tomar a vacina da Meningite, contraiu o vírus da Meningite que levou a um AVC por falta de oxigênio. Hoje ela é diagnosticada com Paralisia Cerebral Quadriplégica Espástica.

Ficou hospitalizada durante um mês, sendo que no mínimo 15 dias de UTI. Quando teve alta estava pesando 3 Kg a menos, com infecção estomacal sem motivo evidente. Fez vários exames, inclusive AIDS, no final era sapinho que desceu para o estômago. Tinha episódios de febre repentina de 40 graus, isto sem falar que ela chorou 30 dias sem parar, dia e noite.

Enfim, conseguimos uma vaga para ela no Pequeno Príncipe em Curitiba e quando consultamos a Oftalmologista não pode fazer a dilatação, pois estava febril e como já disse, chorando. Saímos da consulta e ela só seria vista 60 dias depois. Como ela estava febril, mamando apenas 10 ml em uma seringa o dia todo e de repente parou de chorar, disse à minha filha: “Vamos no Pronto Socorro.”

Chegando no Pronto Socorro, o computador acusou que ela já era paciente do Pequeno Príncipe, então ficamos esperando para a consultar com o Pediatra de Plantão. Graças a Deus a médica atendeu a Lara e percebeu que estávamos com a medicação errada. Com urgência, fez três inalações em intervalos de 15 minutos. A Pediatra se comoveu com a história da Lara e chamou o Médico de Plantão responsável pela Neurologia e ele também se comoveu com ela e me disse: “Vó preciso falar com a Chefe da Neurologia, pois o caso dela é muito mais complexo, mas ela está em reunião e a ala está lotada. Mas aguarde que veremos o que podemos fazer”.

Eu, minha filha e a cunhada estávamos desde às 6 horas da manhã esperando e a médica apareceu já era 9 horas da noite. Pediu que esperássemos até abrir a vaga no leito da Neurologia. Minha filha ficou com ela 3 dias lá no Posto quando abriu a vaga. Ficamos 33 dias no hospital e no primeiro dia a Lara já parou de chorar. Trocaram a medicação e vários exames foram feitos. Enfim, ela teria alta e retorno marcado para 15 dias para colocar uma sonda gástrica para se alimentar. O pedido da sonda e utensílios usados para a mesma já estava feito. No entanto, eu perguntei para médica se ela podia se alimentar pela boca com aveia instantânea usando a colher. Ela pediu para Nutricionista avaliar e fazer o experimento da alimentação via oral. Devidamente autorizado, começou a degustar depois de 5 dias de acompanhamento. Talvez seja um milagre, porque pelos exames, a parte da garganta estava sem funcionamento. Até a médica Neurologista ficou admirada, porque o exame é minucioso.

Página no Facebook:
https://www.facebook.com/laraweirichalves

Hashtag no Facebook:
https://www.facebook.com/hashtag/ajudealara

#AjudeALara