Menu


Ajude Ryan

Causa criada por Michel Santos

  • R$635
    Ajudados de R$600.000
  • 9
    Doações
  • 0
    Seg restantes
0 %
O objetivo dessa causa foi atingido parcialmente.
Causa criada por Michel Santos
1 causas, 0 contribuições
Ajude Ryan

Ryan Tenório de Brito Barros, hoje com 2 anos de idade, nascido em Custódia, no Sertão do Estado de Pernambuco, que com 19 dias de vida foi internado na UTI de um hospital na capital, o Hospital Barão de Lucena, onde vive até hoje.

Esta criança nasceu com uma síndrome rara para medicina, a Síndrome de Ondine. Esta síndrome é um problema genético raro que provoca perda do controle da respiração durante o sono. Todas as vezes que ele dorme apresenta parada respiratória correndo o risco de morte, tendo por isso que utilizar a ventilação mecânica. Devido a essa doença a criança não pode deixar a unidade de saúde nem um dia sequer. Sua caminhada tem sido longa e sofrida.

Sua mãe, Carolynne de Brito, engravidou aos 15 anos, o genitor não procurou mais o bebê. A mesma é de uma família carente de Arcoverde no interior do estado, com uma irmã por parte de mãe e 06 irmãos por parte de pai. Ela vive abalada emocionalmente. Praticamente mora no hospital há dois anos para acompanhar seu bebê e não tem vida além da UTI. Não pode trabalhar e nem ter uma vida normal devido às limitações do seu filho. Após duas tentativas frustradas de conseguir um auxílio hoje ela recebe um beneficio do INSS para Ryan, porém o mesmo não é suficiente para alugar sequer uma casa aqui em Recife e custear suas despesas e as de Ryan longe dos muros hospitalares.

Todos no hospital, médicos, enfermeiras, técnicos, pessoal da limpeza e assistentes são apaixonados por esta criança, pois acompanham seu crescimento e evolução dia-a-dia. Ele já faz parte da família de cada um que está naquela UTI diariamente. Sempre que podem, revezam-se para conversar com ele, fazer brincadeiras, estimular e dar carinho mas todo mundo tem que trabalhar por conta dos outros bebezinhos que ficam na UTI e que também necessitam de cuidados especiais

Hoje Ryan mora num bercinho da UTI. Por causa da sua limitação de espaço, carência e falta de contato com outras crianças da mesma idade, ele coloca a mão toda na boca, ferindo seus dedinhos. Sempre que pode a equipe médica coloca ele no chão para andar e não atrofiar seu desenvolvimento motor, suas perninhas e seus bracinhos, pois o espaço do seu berço é muito pequeno. Mesmo com todos seus afazeres elas tentam dar um pouco de atenção a esse bebe tão especial. Fora do hospital ele poderia frequentar a escola, ter amiguinhos, brincar e levar uma vida como qualquer criança na sua idade, pois a síndrome que ele possui não tem nenhuma limitação física sobre ele andar e levar uma vida social normal, apenas quando fosse dormir conectaria os aparelhos para ele não morrer. Caso tivesse a oportunidade de fazer a cirurgia, ele poderia conhecer o mundo fora do hospital todos juntos por Ryan.

Página no Facebook:
https://www.facebook.com/pages/Ajude-Ryan/643594892354614