Menu


Criança com doença rara

Causa criada por A. K. S.

  • R$47
    Ajudados de R$130.000
  • 3
    Doações
  • 0
    Seg restantes
0 %
O objetivo dessa causa foi atingido parcialmente.
Causa criada por A. K. S.
5 causas, 342 contribuições
Criança com doença rara
Com apenas cinco anos, a pequena Gabriela Pallin trava uma verdadeira batalha pela vida. A menina foi diagnosticada com uma doença considerada rara e fatal, a doença de Sandhoff.

A família luta para continuar o tratamento com células tronco, que é realizado na cidade de Lima, no Peru, pois o Brasil ainda não dispõe de tratamentos específicos para a doença. Os custos chegam a R$ 130 mil, contando os valores das passagens aéreas. Para isso, eles pedem ajuda através das redes sociais, além de panfletagens e distribuição de calendários em toda a Capital. Segundo a mãe, Luciana Pallin, Gabriela está progredindo e reagindo bem aos estímulos médicos. 'A Gabi tem apresentado muitos progressos e mantendo todos. Fui muito criticada por ter iniciado um tratamento que é experimental, mas é o que está mantendo a minha filha viva. Qual a mãe que sabendo que há uma esperança para a cura do seu filho vai deixar de buscar por ela? Nenhuma! Esta é a quinta vez que levo a Gabi pra lá e os médicos se impressionam porque esta é uma doença orfã, onde a criança só perde e a minha filha está ganhando, progredindo', conta a mãe emocionada.

Luciana apela e ainda diz que qualquer quantia é bem vinda. 'Ajude a Gabi escrever uma história de vida. Faça uma doação, qualquer quantia ajuda. Infelizmente o Brasil não dispõe de pesquisas para a doença. E lá, apesar de experimental, temos que custear o centro cirúrgico e os aparelhos utilizados, afinal os médicos não podem tirar do próprio bolso. No momento só tenho R$ 5 mil', revela. Os sintomas são fraqueza muscular, deterioração mental e motora progressiva incluindo espasmos, convulsões, ausência, pneumonias frequentes além de aumento de fígado e baço. A criança começa a apresentar atrasos no desenvolvimento e não consegue mais realizar atividades básicas, como sentar, virar-se, andar, comer e até respirar. De acordo com os médicos, uma criança afetada por esta doença genética, que é provocada pela falta de duas enzimas que são responsáveis pelo acúmulo de gordura e açúcares principalmente no cérebro, tem morte entre os três e cinco anos de idade. Gabriela, porém, vem superando as estatísticas e está prestes a completar seis anos no mês de março. A família comemora os avanços, mas pede para que a sociedade se sensibilize e ajude a menina conseguir completar o tratamento.

Os interessados em doar também podem fazer depósito nas seguintes contas: Banco 237 - Bradesco Conta poupança: 1009689-8 Agência: 2505-4 Gabriela Pallin Barbara CPF: 077.608.488-70 CPF do pai da Gabi (responsável). Banco do Brasil Conta poupança: 9178-2 Agência: 4226-9 Variação: 51 Gabriela Pallin Barbara CPF: 060.049.913-84 CPF da Gabi.

Para saber mais sobre a história de Gabriela, acesse o blog http://www.unidaspelavida.com.