Menu


Um Coração

Causa criada por Maria Solange

  • R$2
    Ajudados de R$6,000
  • 1
    Doações
  • 41
    Dias restantes
0 %
Esta causa vai manter todo o dinheiro contribuído.
AJUDE AGORA
Causa criada por Maria Solange
1 causas, 0 contribuições
Um Coração

Olá. Me chamo Maria Solange. Venho aqui contar um pouco sobre o que estar acontecendo na minha vida.
Meu marido estar com 20% da função do coração. Na fila do transplante.
Essa notícia caiu como uma bomba em nosso colo. Hoje olho para ele e não consigo explicar ao certo o que penso ou sinto. É uma mistura de medo com pena.
Ele era caminhoneiro sempre viajou, sempre foi muito ativo. Tinha gosto por fazer as coisas. Mas em 2015 passou mal em uma de suas viagem, estávamos no Mato Grosso na época cidade de Primavera do Leste. Fomos ao hospital aonde ele foi diagnosticado com uma infecção generalizada, devido a pedras na vesícula, com essa infecção fez o coração bater forçado, aonde teve um aumento das paredes. Com muita luta, e uma Equipe preparada da UTI Intense Care, conseguiram acabar com a infecção, mas os resultados foi catástrofeco. Pois seu coração tinha ficado com 40% da função, um dos rins parou. Daqui começou a luta fora da UTI, na época descobrir que estava grávida. Meu Marido logo quando saiu do hospital.
Mas daí tudo bem. A vida que seguia seu curso. Ele se recuperando, voltamos para casa com uma sacola de remédio, veio mas um baque, o INSS negou o encosto a ele, eu grávida, ele recém saído de uma UTI, precisando descansar.
Nossa opção foi voltar a estrada. Alguns meses se passou, ele ficou doente novamente. Dessa vez deu derrame pulmonar. Ele tinha acabado de chegar de uma viagem longa ao nordeste, morávamos no Sul do país, no estado de Santa Catarina na cidade de Caçador. Ele chegou em casa, com muita falta de ar, nem consegui ficar deitado reto. Levei ele as presa, e lá foi direto para UTI, em coma induzido. E lá se foi 10 dias de luta e medo novamente. Mas Deus operou milagre, e a equipe médica do Hospital Maice, conseguiu reverter o quadro Clínico dele. Mas o coração cada vez mas estava trabalhando forçado, e teve um aumento. E novamente o INSS negou para ele o encosto. Colocamos na justiça, mas nada adiantou.
Nesse meio tempo, recebemos uma proposta da empresa aonde meu marido trabalha, de ir morar no Centro Oeste, no Goias, cidades Morrinhos.
Daí fomos, viemos para o Goiás. Aonde estamos até hoje. Mas a 8 meses atrás meu marido novamente, voltamos ao sul, só para ele se consultar com o médico que sempre o acompanhou. E lá em pediu um cateterismo.
Fomos encaminhar ao Paraná em Curitiba, Hospital Angelina Caron, e foi lá que descobrimos que o coração dele, agora estar apenas com 20% é que dessa vez o quadro clínico é alarmante. Pois o outro rim também começou a falhar.
Voltamos para o Goiás, e aqui estamos. Hoje ele não sente nem vontade de se levantar da cama, não sente ânimo para nada. Ele uma pessoa que sempre, fez o que queria, viajou o Brasil inteiro.
Agora nós resta esperar, confiar em Deus.
Agora vcs conhece um pouco de nossa história.
Desculpe o desabafo.
Só não sei como ajudá-lo. Tenho medo de sair de casa e quando eu retorna ele tenha ido.
Ou acorda e não ter mas ele.
O medo é constante, choro em silêncio.
Eu estou a procura de um emprego.
Não sei o que faço mas. Estou com os nervos a flor da pele.
Peço a ajuda de vcs, para novembro ele retorna para o sul, para fazer novos exames, e possivelmente trocar a válvula do ventrículo esquerdo. Para ver se consegui um tempo maior, até conseguir um coração. Não tenho como arcar com a viagem e nem com os exames. Estou desempregada, a empresa nem lembra que ele existe, temos uma filha pequena, moramos de aluguel. Peço a ajuda de vcs. Para maior esclarecimento tem o meu WhatsApp 64981333273